Machu Picchu, Peru | Dos Manos Peru Viagens



Destinos

Machu Picchu

História

Uma viagem ao Peru não está completa sem que se visite Machu Picchu. Machu Picchu, a “montanha velha” na linguagem Inca Quechua, nunca foi descoberto pelos conquistadores espanhóis e portanto nunca foi destruído, e é por isso que ele se mostra uma das ruínas Incas mais importantes. Os Incas começaram a construção por volta de 1430 AD; a cidade possui espaço para não mais que 750 habitantes e possui casas para serviçais, escolas e templos de sacrifício e preparação de múmias. Ninguém sabe por quê Machu Picchu foi construída ou por quê a escolhe deste local exato, mas a teoria mais popular é de que ele era uma estátua do imperador Inca Pachacuti, selecionada pela proximidade com as montanhas e pela alta importância religiosa para a cultura Inca. Machu Picchu foi abandonada cerca de 100 anos depois na época da conquista espanhola, com a construção ainda inacabada. A cidade foi descoberta em 1911 pelo professor de Yale Hiram Bingham; ainda que outros tenham encontrado o local antes dele, Bingham foi o primeiro a compartilhar sua descoberta com o mundo. Machu Picchu foi declarado um Santuário Histórico Peruano em 1981 e um patrimônio mundial da UNESCO dois anos depois. Em uma votação na internet em 2007, ele foi votado como uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo.

Machu Picchu

Localização

Machu Picchu fica 80 km (50 milhas) ao noroeste de Cusco, a uma altitude de 2,430 metros, 450 metros acima do rio Urubamba, que cerca o local por três lados.

Machu Picchu

Intihuatana - Machu Picchu

Chegando Lá

Há várias maneiras de chegar às ruínas de Machu Picchu. A maneira mais famosa é o tradicional Caminho Inca, um caminho de 43km que começa na vila de Ollantaytambo e leva quatro dias completos. O caminho inclui a floresta subtropical, túneis, flores tropicais, vistas nebulosas e Warmiwañusca (Passagem da mulher morta) a uma altitude de 4,200 metros. Caso planeje tomar esta rota, você deve reservar sua vaga com alguns meses de antecedência pois somente um número limitado de grupos é permitido no Caminho Inca por dia e as vagas se preenchem bem rápido, especialmente durante a alta temporada de junho a agosto. O Caminho Inca fica fechado em Fevereiro para manutenção. Há vários outros caminhos que acabam em Machu Picchu, como o Caminho Inca de dois dias, o Caminho Salkantay de cinco dias, o Caminho de Lares de quatro dias, ou o caminho pela Floresta Inca de três ou quatro dias.

Chegando a Machu Picchu

Caso caminhar não seja pra você, você pode pegar o trem (de Cusco ou de Ollantaytambo) até Aguas Calientes, e então caminhar até Machu Picchu (1.5 horas) ou pegar um ônibus (20 minutos);

Aguas Calientes – mais tarde também chamada de Machu Picchu Pueblo – é uma bela cidade pequena que fica 400 metros abaixo de Machu Picchu em si. Por ser ali onde o trem para, é um ponto inevitável para viajantes e aqueles que visitam Machu Picchu. Caso você faça uma visita de dois dias a Machu Picchu (necessário caso você queria ver o nascer do sol em Machu Picchu pela manhã), há muitos hotéis e hostels disponíveis em Aguas Calientes, assim como restaurantes e cafés.

Machu Picchu e Natureza

Mapas


Passeios Recomendados:

Caminho pela floresta Inca
Caminho pela floresta Inca
Uma alternativa aventureira ao Caminho Inca. Esta caminhada certamente não é a mais selvagem, mas oferece uma grande variedade...
Machu Picchu de Trem
Machu Picchu de Trem
O passeio até Machu Picchu, a famosa cidade perdida dos Incas no Peru é, para a maioria dos turistas, um momento muito especial e...
Caminho Inca Clásico
Caminho Inca Clásico
O caminho Inca segue os passos antigos dos Inca em direção à mundialmente famosa Cidade Perdida dos Incas, Machu Picchu. Ele era...